Comune

Chegada

Depois da maratona entre pousos, decolagens e aeroportos. Enfim em Veneza. A caminho de Treviso.

A assessora estaria esperando no aeroporto. Adivinhem? Ela não estava lá, devido à chuva. Chegou bem depois do combinado. Mas chegou!

Como já estava arrendado o apartamento. Estava tranquila pra chegar e ver uma flor em cima da mesa. Como nos outros vídeos, das pessoas que chegavam. Bom, pro meu espanto, o apartamento não estava pronto. Acreditem se quiser. Mas foi só o começo do que viria adiante.

Fomos pra outro, perto do nosso. Com outra família. Ficamos em um quarto com as 8 malas, nós quatro por 10 dias. Meu marido na cama de solteiro , as crianças e eu no colchão no chão.

Não que isso seja ruim pra ninguém, mas não foi o combinado. E devido a chuva 3 dias sem luz. Tudo isso pra ajudar!!

Não estava pronto o “nosso” apartamento, mesmo que estivesse pago já à 60 (dias). O apartamento estava com problema de aquecimento. Aquele que pagamos adiantado os 600 euros ao mês.

Prestem sempre muita atenção, quem contratam e como contratam o serviço. Existe muito picareta se fazendo de assessor e não passa de um tradutor. E olhe lá. Como a assessora me disse. Que não nos deixou na rua. Estão abrigados. Mas o combinado não foi cumprido. E pago hein! Mesmo assim, primeira semana, vamos ao que interessa. Quando a chuva deu uma trégua. Tirar o Códice Fiscale, comprar um chip de internet, e ir á Comune.

O códice, foi tirado só do descendente, quando tem q tirar de todos da família. Esse foi o um dos erros entre tantos outros. Fiquem atentos, quem vai com filhos, tem que tirar de todos.

Comprou o chip de uma operadora que tem aqui no Brasil também , pré pago!Com o passaporte mesmo.

Fomos a comune com a assessora /tradutora. E a responsável por cidadania. Olhou… Olhou, e disse: NÃO ACEITO. PODE RETIFICAR TUDO. Depois que retificar volta aqui, que vou verificar toda a documentação novamente e dar entrada no processo. Imagine você? Toda essa maratona em vão. Cinco cartórios pra retificar no Brasil e todos nós na Itália. Não deu entrada em nada, não aceitou os documentos. E a assessora?? Que já havia conversado, que estava tudo certo? ue deu o OK, podem vir sem retificar , que já falei com ELA.Como disse no post anterior. O que fazer? Não tinha o que fazer! Ou voltava , resolvia tudo e corria atrás do prejuízo ou seria tudo em vão.

Como sou brasileira e não desisto nunca.

A nossa passagem estava marcada, próximo a todos esses transtornos. Decidimos então que meu marido ficaria. E eu voltaria com as crianças e faria as retificações de todas as certidões e faria tudo de novo. Porque deveria retificar, apostila e traduzir novamente todas elas com as alterações .

Mas, teria que voltar com as crianças e passar tudo que foi na ida, dessa vez eu, as crianças e Deus. Foi uma decisão difícil, ainda assim sabendo que nem todos os cartórios fazem retificações e acaba sendo via judicial, o que poderia levar meses para uma decisão do juiz, mais o dinheiro de honorários que deveria ser pago ao advogado. Seria tudo ou nada. Um risco.Mas seguimos o plano, na esperança de conseguir retificar.

4 comentários em “Comune”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s